Comissão do Senado aprova quebra de sigilo de cartão de Bolsonaro

Aranãs FM

A Comissão de Fiscalização e Controle do Senado aprovou, nesta terça-feira (22), um requerimento pedindo informações sobre os gastos da Presidência da República com o cartão corporativo, entre 2019 e 2022. 

Os senadores exigem o detalhamento das despesas com nome e CPF do portador do cartão, responsável pela autorização do gasto, nome e CNPJ do favorecido e valor pago.

O requerimento é endereçado ao ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria-Geral da Presidência. De acordo com a Constituição Federal, ele deve responder em até 30 dias, senão fica sujeito a denúncia por crime de responsabilidade.

O autor do requerimento foi o senador Fabiano Contarato (PT-ES), que critica a falta de transparência do Poder Executivo com os gastos de cartão corporativo. 

Citando reportagens, o senador afirma que, no período entre 2019 e 2021, o Planalto desembolsou cerca de R$ 30 milhões – valor maior do que nos quatro anos anteriores. Apenas em 2021 foram R$ 11,8 milhões.

 

Fonte O Tempo

Deixe seu comentário:

Next Post

Operação combate furto de combustíveis em dutos da Petrobras em MG, RJ e ES

Policiais civis do Rio de Janeiro cumprem nesta quarta-feira (23) dez mandados de prisão e 26 de busca e apreensão contra suspeitos de furtar petróleo e combustíveis de dutos da Petrobras. As ações estão sendo feitas nos estados do Rio, Espírito Santo e de Minas Gerais. A operação Ratoeira conta […]