Retorno às aulas presenciais em Minas Gerais será obrigatório somente na rede estadual de ensino

Aranãs FM

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) determinou que a retomada obrigatória de aulas às aulas presenciais a partir de 3 de novembro será apenas para rede estadual de ensino. Com relação as redes municipal e privada, este retorno fica a cargo das prefeituras municipais.

A decisão foi tomada e anunciada na semana passada após reavaliação do quadro epidemiológico e avanço da vacinação no estado realizado pelo Centro de Operações de Emergencial de Saúde (COES), da SES-MG. Além da obrigatoriedade, outro ponto revogado foi o do distanciamento de 90 centímetros entre os estudantes nos espaços escolares e transporte escolar.

No entanto, permanecem vigentes as demais recomendações sanitárias, como o uso correto de máscaras cobrindo boca e nariz por todos, lavagem de mãos, etiqueta respiratória e a limpeza e manutenção frequente das instalações, bem como o rastreamento de contato com pessoas infectadas por COVID-19 em combinação com isolamento e quarentena.

A única exceção do retorno compulsório é para estudantes com condição de saúde de maior fragilidade à COVID-19, comprovada com prescrição médica para permanecer em atividades remotas.

A redação da Aranãs procurou a Secretaria Municipal de Educação sobre a volta às aulas no município. Ana Paula Araújo, secretária de educação, disse que no momento as novas resoluções e orientações estão sendo estudadas e assim que houver informações mais precisas sobre o assunto, elas serão divulgadas.

Deixe seu comentário:

Next Post

Versão final do relatório da CPI tem 81 pedidos de indiciamentos

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), incluiu nesta terça-feira (26) o senador Luís Carlos Hienze (PP-RS) na lista de sugestão de indiciamentos feita pelo colegiado. A decisão atendeu a um pedido de outro senador, o oposicionista Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que acusou […]