Prefeito de Itamarandiba assina decreto em que flexibiliza uso de máscaras de proteção contra a Covid-19

Aranãs FM

Foto: Reprodução Redes Sociais

O prefeito de Itamarandiba, Luiz Fernando Alves, assinou o decreto de Nº 5002/2022, nesta quinta-feira (24), em que deixa facultativo o uso de máscaras de proteção em ambientes completamente abertos. No entanto, a obrigatoriedade do uso em ambientes fechados, porém, fica vigente até que o município alcance maiores índices de vacinação.

Segundo documento, foram levadas em consideração as recomendações da Secretaria de Estado de Saúde de que o uso em locais fechados apenas quando o Município alcançar o percentual de 80% de aplicação D2 (segunda dose) e 70% de aplicação da dose de reforço. Atualmente Itamarandiba conta com 76,28% de segunda dose e 34,70% de dose de reforço.

Segundo dados do Vacinômetro, site do governo do estado, 87,27% da população de Itamarandiba recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19, 78,22% a segunda dose e 39,10% a dose de reforço.

Print – Página site do Governo de Minas Gerais

O decreto publicado hoje também “traz outras flexibilizações, os eventos também poderão ser retomados no Município com limite de público até 500 pessoas em ambientes fechados e de até 1000 pessoas em ambientes abertos. Para a realização dos eventos, os promotores devem obter autorização da vigilância sanitária e observar as medidas básicas de prevenção”.

As ações de monitoramento da pandemia passam a ser acompanhadas, agora, por meio de Comitê Interno de Monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde.

Na publicação, a prefeitura ressaltou que: “a importância da vacinação para que se possa avançar na adoção de novas medidas de flexibilização, lembrando-se que nos ambientes fechados o uso da máscara continua obrigatório até o alcance de maior índice de imunização, ao passo que a população deve manter os cuidados básicos para prevenção da doença”.

 

Por Ana Paula Tinoco, com informações retiradas do site da Prefeitura de Itamarandiba

Deixe seu comentário:

Next Post

Comissão do Senado ouve na semana que vem ministro da Educação

A Comissão de Educação do Senado quer ouvir, na próxima quinta-feira (31), o ministro da Educação, Milton Ribeiro, sobre um suposto favorecimento de pedidos de pastores na destinação de verbas públicas da pasta a pedido do presidente Jair Bolsonaro. Inicialmente, o requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Rede- AP), aprovado nesta […]