Tadeuzinho: A nova cara do poder em Capelinha

O prefeito eleito de Capelinha, Tadeuzinho Abreu (PSC), deverá enviar à Câmara Municipal, assim que tomar posse, em 1º de janeiro de 2017, um projeto de lei alterando a atual estrutura administrativa da Prefeitura de Capelinha.

Uma das mudanças confirmadas é a fusão das áreas de Esportes e Cultura, em uma nova pasta que deverá englobar também o Lazer e o Turismo. Sete nomes já foram confirmados. Outros nomes serão divulgados pela Equipe de Transição posteriormente.

ENTREVISTA – EQUIPE DE TRANSIÇÃO

Como estão transcorrendo os trabalhos de transição de governo?

Fizemos a primeira reunião na sede da Prefeitura de Capelinha com a equipe do atual prefeito no dia 3 de novembro, onde nos foram entregues relatórios de cada secretaria e ficou acordado que a nossa equipe teria acesso às secretarias e seus respectivos departamentos sempre que houver necessidade. E assim vem sendo feito por membros de nossa equipe. Os documentos estão sendo cuidadosamente analisados por nossos técnicos.

Na estrutura do secretariado, haverá alguma mudança (extinção, fusão ou criação de novas secretarias)? Os nomes para o primeiro e segundo escalão já estão definidos? Quais já podem ser divulgados?

Haverá extinção e fusão de secretarias para diminuir os gastos públicos. A escolha do secretariado está sendo feita criteriosamente, baseada na formação ou conhecimento específico de cada um e capacidade de liderança. Alguns nomes já foram definidos: Élida Cícera (vice-prefeita eleita), que assumirá a Secretaria de Educação; Célia Peçanha de Oliveira, Secretaria de Saúde; Marine Pimenta, Assistência Social; Rogério da Silva Coelho, Transportes; Paulo Alvim Pereira Junior, Agricultura; Aléquison Gomes, Secretaria de Governo; Lourival Martins de Brito, Secretaria de Esportes e Cultura; e outros nomes que serão divulgados posteriormente.

Em relação à Câmara Municipal: a futura administração irá incentivar a formação de uma chapa com vereadores de sua base política para disputar a Mesa Diretora?

É sempre interessante que haja uma eleição saudável e independente, e claro que gostaríamos que nosso grupo tivesse um representante na disputa, porém, o prefeito eleito Tadeuzinho não pode tomar decisões pelos membros do Legislativo e quer que as decisões sejam pautadas apenas pela consciência de cada um.

A futura administração está preparada para governar com minoria na Câmara Municipal, já que nove dos 13 futuros vereadores foram eleitos por coligações vinculadas à atual administração?

Dos nove que foram eleitos por coligações vinculadas à atual administração, vários já manifestaram desejo de caminhar junto com a nova administração. Portanto, acreditamos que não teremos dificuldades, pois o novo prefeito eleito quer trabalhar para o povo, e os vereadores que querem o bem do município certamente colaborarão com o projeto.

Quando os distritos municipais irão eleger os subprefeitos, conforme consta no Programa de Governo registrado pelos então candidatos Tadeuzinho Abreu e Élida Cordeiro no TSE? De que forma será essa eleição? Qualquer morador da comunidade poderá se candidatar? Eles serão remunerados?

Ainda não temos prazo, porque não tomamos conhecimento da situação do Município na sua totalidade e dos problemas que iremos enfrentar. Portanto, apesar de estar em nosso Plano de Governo e de ser algo que queremos cumprir, temos outras prioridades.

Quem são os interlocutores principais da futura administração junto à União (Presidência da República, ministérios e órgãos federais), ao governo do Estado (governador Fernando Pimentel, secretarias e órgãos estaduais), à Assembleia Legislativa (deputados estaduais) e ao Congresso Nacional (deputados federais e senadores)?

Como não recebemos ajudas externas durante a campanha nem fizemos compromissos antecipados com nenhum deputado ou agente político, então nos consideramos em uma situação privilegiada, já que poderemos analisar com tranquilidade aqueles que terão as melhores condições para ajudar nossa cidade. Já fizemos diversas visitas à Cidade Administrativa e Assembleia Legislativa e, dentre tantos que se mostraram interessados em fazer parcerias, destacamos o secretário de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais, deputado Fábio Cherem, que hoje tem um bom contato com o governador.

Quais os primeiros atos a serem tomados pelo prefeito eleito Tadeuzinho Abreu assim que tomar posse?

Em princípio, o primeiro ato será a instauração de uma auditoria e a modernização de toda estrutura administrativa.

DIPLOMAÇÃO

A Justiça Eleitoral da Comarca de Capelinha marcou para o dia 12 de dezembro, às 19h, a cerimônia de diplomação dos eleitos no pleito de 2 de outubro. A solenidade será na Câmara Municipal. A Justiça Eleitoral informou que somente será permitida a entrada dos candidatos eleitos e convidados, devido ao espaço limitado. Serão diplomados os prefeitos, vices e vereadores eleitos em Capelinha, Água Boa e Angelândia. “No caso dos vereadores, o TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais) expediu diploma até o terceiro suplente, mas estes não participarão da cerimônia, podendo ser diplomados no Cartório Eleitoral após a cerimônia dos eleitos e desde que julgadas suas contas”, informou o chefe do Cartório Eleitoral da Comarca de Capelinha, Rodrigo Silva.

Fonte: Jornal Acontece – Edição 83 – Novembro de 2016

24/11/2016